Cascavel reúne 60 líderes de comunidade para lançamento do Afluentes

Postado por ambientalceara em 29/ago/2023 - Sem Comentários

A iniciativa cria um canal aberto e direto de relacionamento entre a Ambiental Ceará e a população do município

O auditório do Núcleo de Arte e Cultura de Cascavel ficou lotado, na manhã desta terça-feira (29), para o lançamento do programa Afluentes, da Ambiental Ceará, que visa estreitar o relacionamento com a comunidade. Ao todo, 60 lideranças comunitárias participaram da ação e, a partir de agora, serão multiplicadores das informações e de outras atividades relacionadas ao processo de universalização da coleta e tratamento de esgoto no município. 

O programa Afluentes é executado em todas as concessionárias da Aegea – empresa controladora da Ambiental Ceará e líder em saneamento privado no Brasil – e, por meio do contato com lideranças de comunidades, aproxima as equipes dos moradores, permitindo que conheçam mais a fundo as necessidades de cada local e recebam sugestões acerca dos serviços prestados. Dessa forma, o Afluentes é, também, uma ferramenta que integra o dia a dia da operação.

“Cascavel foi o quarto município da Região Metropolitana de Fortaleza a receber o programa Afluentes, e tivemos o auditório cheio de gente disposta a fazer o melhor possível pela cidade, contribuir para que as pessoas se conscientizem dos benefícios do esgotamento sanitário. Foi muito bom ver pessoas de várias idades, diversas vivências, e isso nos dá ainda mais energia para a jornada da universalização”, definiu a gerente de Responsabilidade Social da Ambiental Ceará, Marcela Napoleão.

Entre as lideranças mapeadas para o projeto em Cascavel, vários são dos segmentos de Educação e Saúde, nos quais atuam profissionais que conhecem o cotidiano da cidade e as principais demandas da população. Um deles é o agente de saúde Francisco Ronaldo de Lima Feitosa, 36, que atua há 10 anos no distrito de Guanacés. 

“Nessa região não tem serviço de esgoto, e fica ainda mais complicado no período chuvoso. É muito comum vermos crianças e idosos adoecendo, com diarréia, gripe, e a consequência disso é o posto de saúde lotado”, contextualiza. A chegada das obras de esgotamento sanitário na cidade e a criação do canal de relacionamento, a partir do Afluentes, são vistas com otimismo pelo profissional. “Precisamos abraçar essa transformação e esse projeto, porque o benefício vai ser para todo mundo. E essa iniciativa de chamar as lideranças, eu achei ótima, porque somos mais próximos dos moradores, temos um vínculo com a comunidade e podemos passar mais informações e detalhar as melhorias”, avalia Ronaldo.

Alunos da Escola Marconi Coelho dos Reis também participaram do evento. O lançamento do Afluentes contou, ainda, com a apresentação de um dueto de flauta e violão, com os músicos Adeilson Freitas e André Alencar. 

Universalizar o esgotamento

O programa Afluentes será executado nas 24 cidades contempladas pela Parceria Público-Privada firmada entre Ambiental Ceará e Cagece, visando garantir que, até 2033, estes municípios tenham 90% de cobertura de esgoto. Ao longo da operação, o Afluentes vai promover, também, reuniões periódicas com a comunidade, onde são apresentados balanços dos investimentos e ações desenvolvidas. Além disso, esses encontros são oportunidades de esclarecer dúvidas e ouvir as solicitações da comunidade. 

Na Região Metropolitana de Fortaleza, o programa já foi lançado em Guaiúba, Eusébio, Aquiraz e Cascavel e, agora, seguirá o cronograma em Pacajus, Maranguape, Horizonte, Itaitinga, Chorozinho, Pacatuba e Maracanaú. No mês de julho e início de agosto, o Afluentes foi lançado nos seis municípios da Região Metropolitana do Cariri que fazem parte da PPP. 

Eusébio recebe programa de relacionamento com a comunidade da PPP de saneamento

Postado por ambientalceara em 23/ago/2023 - Sem Comentários

A iniciativa da Ambiental Ceará cria um canal aberto e direto de relacionamento entre a empresa e as comunidades

Iniciativa que aproxima ainda mais a Ambiental Ceará das populações atendidas pela empresa, o programa Afluentes foi lançado no Eusébio na tarde de quarta-feira (23), reunindo lideranças comunitárias que serão disseminadoras de informação e transformação. O evento ocorreu na Escola de Formação de Pais e Mestres do município e é o segundo lançamento da iniciativa na Região Metropolitana de Fortaleza. 

O Afluentes promove um canal aberto de comunicação entre a comunidade e a empresa. A iniciativa é executada em todas as concessionárias da Aegea – empresa controladora da Ambiental Ceará e líder em saneamento privado no Brasil – e, por meio do contato com lideranças de comunidades, aproxima as equipes dos moradores, permitindo que conheçam mais a fundo as necessidades de cada local e recebam sugestões acerca dos serviços prestados. Dessa forma, o Afluentes é, também, uma ferramenta que integra o dia a dia da operação.

Na avaliação da gerente de Responsabilidade Social da Ambiental Ceará, Marcela Napoleão, o momento de troca com as lideranças foi enriquecedor. “Nos reunimos com a comunidade, escutamos o que eles tinham a dizer, quais as principais necessidades e as impressões que eles têm sobre o esgotamento sanitário. Ficamos muito surpreendidos e com ainda mais motivação para executar o trabalho, essa é uma comunidade muito engajada, com muita representatividade e que valoriza a cultura local”, descreveu.

Uma liderança de comunidade cadastrada no projeto é a artesã Maria Madalena Marques Matsunobu, 65. Presidente da Associação de Artesãos do Eusébio e moradora do município há 25 anos, ela disse ser uma grande honra estar em um projeto que vai beneficiar as gerações atuais e futuras. “Eu já trabalho com pessoas e gosto muito disso, tenho contato com grupos em diversas comunidades, e cada um de nós conhece a realidade do município. Acredito que esse programa vai ter um retorno maravilhoso por conta desse acompanhamento com quem conhece a cidade”.

O lançamento do Afluentes foi acompanhado, também, pela assessora da Articulações Institucionais da Fiocruz, Angela Ostritz, que reforçou a importância de a iniciativa promover a troca de experiências entre a Ambiental Ceará e a comunidade. “Se isso não acontecer, você coloca a obra até o portão e, depois, o morador não puxa a ligação para a casa dele. É preciso fazer essa costura, e é um trabalho de saúde importante, porque a população precisa entender o quanto significa ter o tratamento de esgoto para a vida dele e dos descendentes”, afirmou. 

O encontro teve, ainda, espaço para a valorização dos talentos locais, com a participação do estudante Lian Lucas, de 12 anos, que declamou um cordel escrito pelo agente de endemias e cordelista Gilvan Cunha; e do trompetista Jean Carlos. O secretário municipal de Cultura, Tarcísio Christianne, e representantes da Cagece também participaram do evento. 

PPP do esgotamento sanitário

O programa Afluentes será executado nas 24 cidades contempladas pela Parceria Público-Privada firmada entre Ambiental Ceará e Cagece, visando garantir que, até 2033, estes municípios tenham 90% de cobertura de esgoto. Ao longo da operação, o Afluentes vai promover, também, reuniões periódicas com a comunidade, onde são apresentados balanços dos investimentos e ações desenvolvidas. Além disso, esses encontros são oportunidades de esclarecer dúvidas e ouvir as solicitações da comunidade. 

Na Região Metropolitana de Fortaleza, o programa já foi lançado em Eusébio e Guaiúba e, agora, seguirá o cronograma em Aquiraz, Cascavel, Pacajus, Maranguape, Horizonte, Itaitinga, Chorozinho, Pacatuba e Maracanaú. No mês de julho e início de agosto, o Afluentes foi lançado nos seis municípios da Região Metropolitana do Cariri que fazem parte da PPP. 

Ambiental Ceará é a nova integrante do Lide no estado

Postado por ambientalceara em 01/ago/2023 - Sem Comentários

Com a entrada no grupo, a empresa passa a integrar a agenda de encontros estratégicos locais e nacionais promovidos pela entidade

A Ambiental Ceará agora é membro do Grupo de Líderes Empresariais do Ceará (Lide Ceará), entidade que reúne figuras e empresas expoentes de diversos setores da economia cearense. Com a entrada no grupo, a companhia passa a integrar a agenda de reuniões estratégicas e encontros de networking com os outros membros locais e nacionais do Lide.

Para a diretora de Relações Institucionais da Ambiental Ceará, Águeda Muniz, a entrada no Lide é uma oportunidade de fortalecer a atuação no estado. “Para nós, enquanto empresa de saneamento, estarmos integrados às maiores lideranças empresariais locais, por meio do Lide, é fundamental para promover um dos nossos talentos, que é sermos mestres em brasicidades. Isso porque podemos conhecer ainda melhor o mercado local e entender parte dos nossos formadores de opinião”, explica.

A presidente do Lide Ceará, Emília Buarque, avalia que a chegada dos representantes da empresa vai agregar ainda mais valor aos debates do grupo. “A entrada da Ambiental Ceará no Lide traz um impacto diferenciado porque se trata de uma empresa que atua na gestão de serviços de característica pública, mas com a agilidade e eficiência de um grupo privado que vai trazer ganhos de investimento na economia e impactos na sociedade, com bem-estar da saúde, na educação da nossa população e assim por diante. É uma grande honra, uma grande alegria e um grande privilégio ter a Ambiental Ceará participando do Lide”, reforçou.

Expertise para universalização

A Ambiental Ceará é uma empresa da Aegea, criada em 2010 e líder no setor privado de saneamento básico no Brasil. Ao todo, a Aegea atua em 489 municípios, em 13 estados brasileiros, atendendo aproximadamente 30 milhões de habitantes. Em junho, a companhia foi a campeã da categoria “Saneamento e Meio Ambiente” da premiação “Melhores do ESG 2023”, realizada pela revista Exame em parceria com o Ibmec.

Por meio de Parceria Público-Privada firmada com a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), a Ambiental Ceará vai cumprir as metas estabelecidas pelo Novo Marco Legal do Saneamento, que determina que 90% da população tenha acesso à coleta e ao tratamento de esgoto até o ano de 2033. O projeto beneficia 24 cidades, com atendimento a 4,3 milhões de pessoas. Ao todo, R$ 6,2 bilhões serão investidos na operação, ampliação e manutenção do sistema de esgotamento sanitário destas cidades.

Ambiental Crato e Ambiental Ceará expõem tecnologias de operação do saneamento durante a ExpoCrato

Postado por ambientalceara em 07/jul/2023 - Sem Comentários

Robôs, câmeras 360º e a experiência de visitar, remotamente, uma ETE, são alguns dos recursos disponíveis no espaço das concessionárias

As tecnologias utilizadas pela Ambiental Crato e Ambiental Ceará na missão de universalizar o acesso à coleta e tratamento de esgoto em 25 cidades cearenses poderão ser vistas e experimentadas por quem visitar o estande da empresa durante a 70ª Exposição Agropecuária do Nordeste (ExpoCrato). Robôs de videomonitoramento, câmeras 360º e a experiência de visitar, remotamente, uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) são alguns dos recursos disponíveis no espaço das empresas no evento, que acontece de 9 a 16 de julho, na cidade do Crato.

Um dos destaques é a experiência virtual gerada pelo programa Infra Inteligente, tecnologia da Aegea Saneamento – empresa controladora das concessionárias e líder em saneamento privado no Brasil. A ferramenta usa dados coletados por drones, topografia de precisão e câmeras 360º para criar gêmeos digitais das Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) e demais ativos relacionados ao saneamento. Essas réplicas fiéis, usadas para análise dos equipamentos, poderão ser visitadas remotamente durante o evento em um espaço montado no estande.

Os visitantes poderão conhecer, ainda, o San, robô que faz o videomonitoramento subterrâneo das redes de esgoto, identificando obstruções que possam provocar extravasamentos. Para fortalecer a importância da coleta e tratamento de esgoto, o espaço tem, também, um painel que explica o ciclo do saneamento básico, incluindo uma réplica de banheiro em tamanho real.

Ambiental Crato

Operando no município do Crato desde agosto de 2022, a Ambiental Crato é responsável pelo serviço de coleta e tratamento de esgoto e atendimento ao cliente. Por meio da concessão, a cobertura de esgoto saltou de 3% para 23%, devendo avançar para 50% até 2024. 

Além disso, a Ambiental Crato está instalando 500 metros de rede aérea de esgoto nas margens do riacho da Matinha para atender as barracas dos permissionários durante a ExpoCrato. O trabalho complementa as ações ambientais de proteção e recuperação do riacho da Matinha, iniciadas com a instalação da ETE Pantanal, que trata mais de 15 milhões de litros de esgoto, por mês, dos bairros Ossian Araripe, Pantanal e Mutirão.

Ambiental Ceará

Em 31 de maio, a Ambiental Ceará iniciou as obras para universalizar o acesso à coleta e tratamento de esgoto em 17 dos 24 municípios atendidos pela Parceria Público-Privada (PPP) firmada com a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece). Dentre estas cidades estão Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Nova Olinda, Santana do Cariri e Farias Brito. 

A PPP tem o objetivo de cumprir as metas estabelecidas pelo Novo Marco Legal do Saneamento, que determina que 90% da população tenha acesso à coleta e ao tratamento de esgoto até o ano de 2033. Ao todo, R$ 6,2 bilhões serão investidos na operação, ampliação e manutenção do sistema de esgotamento sanitário destas cidades.

Aegea Saneamento

A Ambiental Crato e a Ambiental Ceará são empresas da Aegea, criada em 2010 e líder no setor privado de saneamento básico no Brasil. Ao todo, a Aegea atua em 178 municípios, em 13 estados brasileiros, atendendo aproximadamente 26 milhões de habitantes. Em junho, a companhia foi a campeã da categoria “Saneamento e Meio Ambiente” da premiação “Melhores do ESG 2023”, realizada pela revista Exame em parceria com o Ibmec.

Serviço
Estande da Ambiental Ceará e Ambiental Crato na 70ª ExpoCrato
De 9 a 16 de julho, das 9h às 21h
Rua A – área da feira agropecuária no Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante
Entrada gratuita

Ambiental Ceará lança programa Afluentes em seis municípios do Cariri

Postado por ambientalceara em 03/jul/2023 - Sem Comentários

A iniciativa cria um canal aberto e direto de relacionamento entre a empresa e as comunidades

A missão da Ambiental Ceará de universalizar o acesso à coleta e tratamento de esgoto em 24 cidades cearenses conta com um recurso importante: o apoio da população para realizar essas transformações. Esse relacionamento é fortalecido a partir do programa Afluentes, que promove um canal aberto de comunicação entre a comunidade e a empresa, e cujo lançamento para a Região Metropolitana do Cariri ocorre nesta segunda-feira (3), em Juazeiro do Norte. 

A iniciativa é executada em todas as concessionárias da Aegea – empresa controladora da Ambiental Ceará e líder em saneamento privado no Brasil – e, por meio do contato com lideranças de comunidades, aproxima as equipes dos moradores, permitindo que conheçam mais a fundo as necessidades de cada local e recebam sugestões acerca dos serviços prestados. Dessa forma, o Afluentes é, também, uma ferramenta que integra o dia a dia da operação.

No Ceará, a etapa inicial de implantação do projeto começou a ser feita nas cidades contempladas pela Parceria Público-Privada (PPP) de esgotamento sanitário, firmada com a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece). “Inicialmente, fizemos um mapeamento das lideranças comunitárias e promovemos as primeiras reuniões para apresentar a nossa equipe e estabelecer um laço de confiança”, explicou a diretora de Relações Institucionais da Ambiental Ceará com foco no Cariri, Carolina Serafim.

Ao longo da operação da empresa nas 24 cidades cearenses, o Afluentes vai promover, também, reuniões periódicas com a comunidade, onde são apresentados balanços dos investimentos e ações desenvolvidas. Além disso, esses encontros são oportunidades de esclarecer dúvidas e ouvir as solicitações da comunidade. 

O lançamento do Afluentes em Juazeiro do Norte acontece a partir das 19h desta segunda-feira (3), no auditório do Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec). Em seguida, o cronograma de apresentação do programa segue nas cidades de Barbalha (5), Missão Velha (13), Santana do Cariri (20), Nova Olinda (27) e Farias Brito (3/08). 

Serviço

Lançamento do programa Afluentes em Juazeiro do Norte

Dia 3 de julho (segunda-feira)
19h
Auditório do Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec). R. Profª Francismar Roque, S/N – Triângulo.

Confira o cronograma de lançamento do Afluentes na Região Metropolitana do Cariri

BARBALHA
Dia 5 de julho (quarta-feira)
19h
Cineteatro Municipal Neroly Figueira. Rua Dom Pedro I, S/N. Centro.

MISSÃO VELHA
Dia 20 de julho (quinta-feira)
19h
Auditório da Universidade Regional do Cariri (Urca).  R. Cel. José Dantas, 604. Centro.

SANTANA DO CARIRI
Dia 27 de julho (quinta-feira)
10h
Polo de Convivência Pedro Linard Rocha. Av. Patativa do Assaré, S/N. Centro

NOVA OLINDA
Dia 3 de agosto (quinta-feira)
19h
Fundação Casa Grande. Av. Jeremias Pereira, 444. Centro

FARIAS BRITO
Dia 10 de agosto (quinta-feira)
16h
Centro Cultural Maria Marieta Pereira Gomes. Av. Treze de Maio, S/N. Centro.

PPP de esgoto: Fortaleza e outras seis cidades da RMF serão contempladas com obras para a universalização do esgotamento sanitário

Postado por ambientalceara em 17/maio/2023 - Sem Comentários

Companhia privada líder no setor formaliza o compromisso em Fortaleza e passa operar em mais seis cidades com foco na universalização do esgotamento sanitário

A partir de agora, Fortaleza, Caucaia, Paracuru, Paraipaba, São Gonçalo do Amarante, São Luís do Curu e Trairi passarão a ser atendidas pela maior Parceria Público-Privada (PPP) de esgotamento sanitário do País. O compromisso foi firmado nesta terça-feira (16), pelo governador do Ceará, Elmano de Freitas, o presidente da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Neuri Freitas, e o vice-presidente da Aegea no Norte-Nordeste, Renato Medicis, com a assinatura do contrato do Bloco 2. Apenas neste bloco, o Ceará investirá R$ 11,3 bilhões na ampliação, operação e manutenção dos sistemas de esgotamento sanitário. Juntos, os dois blocos da PPP somam investimentos de R$ 19 bilhões. 

O governador do Ceará, Elmano de Freitas, destaca que a PPP é um grande exemplo para o Brasil. “Eu tenho segurança de que nós estamos diante de um dia histórico, o dia que nós vamos dizer que daqui a alguns anos nós estamos levando esgotamento sanitário para todos e todas que moram na região metropolitana da nossa Capital e da região metropolitana de Juazeiro. Nós estamos falando de dinheiro do povo que volta para o povo mais pobre, numa parceria com o setor privado”.

Tereza Campello, diretora socioambiental do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), classificou a PPP de esgotamento sanitário do Ceará como ousada e inovadora. “Para além da agenda da PPP em si, que nós estamos assinando hoje, esse projeto é parte de um desenho estratégico para o Estado, que coloca não só a ideia de expansão do investimento em esgoto, mas gerar efluentes que possam, numa perspectiva futura, garantir reuso de água. Isso é inovador e acho, inclusive, que deveria ser apresentado para que todo o país conhecesse. Não só a expansão, o modelo de PPP, mas o resultado, de ter o reuso da água para o Pecém, garantindo que as futuras plantas de hidrogênio verde sejam absolutamente sustentáveis. Ela está fechando um ciclo e se colocando, portanto, num planejamento estratégico bastante diferenciado e ousado”.  

Neuri Freitas, presidente da Cagece, reforçou a grandiosidade do projeto. “É o maior projeto de saneamento da história do Ceará. Se somarmos os dois blocos, temos contratos no valor de R$ 19 bilhões. Em obras, os investimentos são da ordem de R$ 6,2 bilhões”.

“A Aegea traz para o Ceará experiências positivas não só na parte de investimentos, mas na área de inovação, tecnologia, relacionamento com a comunidade e na forma de entender as diversidades de cada cidade em que nós atuamos. Hoje, não só assinamos mais um bloco como reafirmamos o nosso compromisso com o Governo do Estado e com os 4,3 milhões de cearenses que serão beneficiados.  É uma satisfação muito grande poder levar e mostrar o potencial que o Ceará vem fazendo nos últimos anos do ponto de vista de avanço. Cada vez mais, o Ceará se destaca com o desenvolvimento e a Aegea, agora, fará parte desta história, levando para essas pessoas mais investimentos, mais saúde e mais qualidade de vida”, reforça Renato Medicis, vice-presidente da Aegea no Norte e Nordeste. 

A Ambiental Ceará, dentro do contrato com a Cagece, construirá 27 estações de tratamento de esgoto, 249 estações elevatórias e implantará mais de 4.000 km de novas redes de esgoto. Com a ampliação da infraestrutura, serão coletados e tratados, por mês, mais de 1 bilhão de litros de esgoto. A empresa também realizará serviços comerciais que impactam diretamente no esgotamento sanitário, como substituição de hidrômetros, padronização de ligações, atualização cadastral e fiscalização e combate às fraudes. Já a Cagece segue responsável pelo acompanhamento do contrato de esgoto, abastecimento de água e relacionamento com o cliente, agências reguladoras e prefeituras. 

Nos sete municípios contemplados, a média de cobertura é de 64%. A meta é, até 2033, garantir que 90% da população atendida pela PPP tenha acesso à coleta e tratamento de esgoto. A cobertura será ampliada para 95% até 2040. As obras também proporcionarão mais saúde, qualidade de vida, segurança sanitária, preservação ambiental e valorização imobiliária. 

Emprego

A PPP também vai movimentar o mercado de trabalho local. Mais de 10 mil empregos diretos e indiretos serão gerados, ao longo da operação, valorizando a mão de obra cearense. Já é possível se cadastrar no banco de talentos da Ambiental Ceará para participar dos processos seletivos. Há oportunidades para profissionais de diferentes áreas de atuação no setor administrativo, técnico e operacional. 

“Queremos contar com pessoas das próprias cidades. Nós somos mestres em brasicidades, que é a nossa capacidade de nos adaptarmos e valorizarmos as culturas das localidades onde atuamos. Acreditamos que, desta forma, vamos contribuir para o desenvolvimento regional e teremos trabalhadores fazendo a diferença na vida das pessoas no seu entorno”, diz André Facó, diretor-presidente da Ambiental Ceará. 

Bloco 1 

Em fevereiro deste ano, o Governo do Ceará, a Cagece e a Aegea assinaram o contrato referente ao Bloco 1 da PPP de esgoto. Neste momento, o projeto está na fase de operação assistida e se prepara para dar início às operações em 17 municípios das regiões metropolitanas de Fortaleza e do Cariri. 

Cidades atendidas

Ao todo, a PPP beneficiará 24 cidades cearenses: Aquiraz, Barbalha, Cascavel, Chorozinho, Eusébio, Farias Brito, Guaiúba, Horizonte, Juazeiro do Norte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Missão Velha, Nova Olinda, Pacajus, Pacatuba, Santana do Cariri, Fortaleza, Caucaia, Paracuru, Paraipaba, São Gonçalo do Amarante, São Luís do Curu e Trairi. 

Aegea Saneamento

A Ambiental Ceará é uma concessionária da Aegea Saneamento. Criada em 2010, a Aegea é líder no setor privado de saneamento básico no Brasil. Ao todo, a Aegea Saneamento atua em 178 municípios e 13 estados brasileiros, atendendo aproximadamente 25 milhões de habitantes

Emprego: Ambiental Ceará abre 20 vagas no Cariri e participa de feirão em Maracanaú

Postado por ambientalceara em 04/maio/2023 - Sem Comentários

Além destas seleções, a empresa segue com cadastro aberto no banco de talentos

A Ambiental Ceará está com seleção aberta para preencher 20 novas vagas de agente de saneamento para atuação na região do Cariri. As inscrições para o processo seletivo já iniciaram e podem ser feitas até esta sexta-feira (5) no Sine de Juazeiro do Norte, cujas vagas são para atuar nas cidades de Juazeiro do Norte, Barbalha e Missão Velha.

Já na Região Metropolitana de Fortaleza, a empresa participa, na sexta-feira (5), do feirão de empregos promovido pelo Sine IDT em Maracanaú, das 13h às 17h. Durante o evento, a Ambiental Ceará vai receber currículos e fazer entrevistas com candidatos às vagas de agente de saneamento para atuar em Aquiraz, Cascavel, Chorozinho, Eusébio, Guaiúba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus e Pacatuba.

Os candidatos das duas seleções devem ter Ensino Fundamental completo e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B. Além do salário compatível com a posição, a Ambiental Ceará oferece para os colaboradores assistência médico-odontológica, seguro de vida, Gympass, vale alimentação e/ou refeição e vale transporte.

A empresa também preza pelo crescimento e desenvolvimento dos trabalhadores e, por isso, possui uma trilha de carreira e academia corporativa. Os colaboradores também podem participar da Academia Aegea, núcleo de educação corporativa que oferece diversos cursos, capacitações e treinamentos.

Banco de talentos

Além da seleção para agente de saneamento, a Ambiental Ceará segue com cadastro aberto no banco de talentos online. O cadastro pode ser realizado no link: https://aegeatalentos.gupy.io/jobs/3935137. A previsão é que, com a entrada do Bloco 2 da PPP, ao todo, 10 mil empregos diretos e indiretos sejam gerados com o projeto.

SERVIÇO
Cadastro para seleção de agentes de saneamento da Ambiental Ceará no Cariri
📍Até sexta-feira (5)
📍 Sine de Juazeiro do Norte (Rua Interventor Francisco Erivano Cruz, 120 – Centro. Juazeiro do Norte – dentro do Vapt Vupt).

Ambiental Ceará no Feirão de empregos no Sine IDT de Maracanaú
📍Sexta-feira (5), das 13h às 17h
📍Sine IDT de Maracanaú (Av. Senador Virgílio Távora, 615 – Distrito Industrial. Maracanaú).

Dia do Líder Comunitário: Ambiental Ceará valoriza lideranças locais em projetos de saneamento

Postado por ambientalceara em 04/maio/2023 - Sem Comentários

Ambiental Ceará e Cagece têm ouvido as comunidades e recebido demandas relacionadas ao esgotamento sanitário

A conversa, a escuta e a troca de informações são fundamentais para fortalecer a relação entre a Ambiental Ceará, Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará (Cagece) e a população que será beneficiada com as obras de universalização do esgotamento sanitário em 24 cidades cearenses. Para este diálogo, um agente atua como ponte: o líder comunitário, cuja atuação é celebrada nacionalmente no dia 5 de maio. Nos municípios das regiões metropolitanas de Fortaleza e do Cariri atendidos pela Parceria Público-Privada (PPP) de esgoto, essas lideranças têm contribuído para articular rodas de conversas com os moradores e na construção do plano de ação da empresa, que tem como prioridade trazer soluções para os pontos mais críticos de cada cidade.

A Ambiental Ceará já promoveu diálogos em Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Barbalha e Juazeiro do Norte, e segue se reunindo com os moradores dos demais municípios. Durante as reuniões, as equipes da empresa e da Cagece, junto com as lideranças comunitárias locais, explicam o projeto de esgotamento sanitário e ouvem as demandas mais urgentes dessas comunidades.

Para a diretora institucional da Ambiental Ceará, Águeda Muniz, o saneamento básico é muito mais que uma obra, sendo também a construção do processo de dignidade cidadã. “É como diz nosso propósito: ‘Nossa natureza movimenta a vida’ e, neste sentido, nossos projetos socioambientais são estruturadores da nossa atividade. Para isto acontecer, temos que estar conectados com nossas comunidades, nossos clientes. Isto se faz com as lideranças comunitárias. O líder de comunidade é o elo, é a conexão entre a comunidade e a nossa atuação”, ressalta.

Na avaliação da gerente de Responsabilidade e Interação da Cagece, Robervânia Barbosa, a escuta ativa das lideranças e o engajamento comunitário são importantes para direcionar o atendimento das duas empresas. “Por meio da participação das pessoas, das organizações e comunidades nas reuniões é possível realizar uma construção coletiva e estabelecer planos de melhoria dos serviços ofertados, impactando na melhoria da qualidade de vida da comunidade”, enfatiza.

Nilson Carvalho, diretor-articulador da Federação de Entidades de Bairros e Favelas de Fortaleza (FBFF), é um dos líderes comunitários que têm participado dos encontros realizados pela Ambiental Ceará. Para ele, as lideranças têm o conhecimento das demandas da população mais vulnerável.

“Um dos grandes problemas enfrentados pelos moradores ainda é o saneamento básico. É comum encontrarmos, nas vielas e nos becos, esgoto a céu aberto e residências com canos despejando o esgoto diretamente na rua. O esgotamento sanitário é um direito nosso. Por isso, nossa missão é, além de lutar por esta garantia, também conscientizar as pessoas sobre a importância de estarem ligadas à rede de esgoto”, afirma.

O articulador conta ainda que, por compreender a importância do esgotamento sanitário para a população, ele busca facilitar o diálogo entre a Ambiental Ceará e os moradores de cada cidade. “Fazemos um trabalho de porta a porta mesmo, conversando com as pessoas e explicando que o projeto é transformador. Sabemos que saneamento significa mais saúde e qualidade de vida para eles”, afirma Nilson Carvalho.

Afluentes

Durante as rodas de conversas, as equipes da Ambiental Ceará também estão iniciando cadastros de líderes comunitários que tenham interesse em participar do projeto Afluentes, realizado em todas as cidades onde a Aegea opera, e que tem como objetivo promover um canal aberto de comunicação entre a comunidade e a empresa. Por meio da iniciativa, a empresa fortalece o relacionamento com as lideranças comunitárias, se aproxima dos moradores, conhece as principais necessidades locais e recebe sugestões e opiniões sobre os serviços prestados. Entre os destaques do programa estão os periódicos encontros, promovidos na empresa com a presença da diretoria da empresa, sendo uma oportunidade para esclarecer dúvidas, ouvir e oferecer uma resposta às solicitações da comunidade.

Parceria

Os encontros com as comunidades reforçam o compromisso da Ambiental Ceará em universalizar o esgotamento sanitário nos municípios atendidos pela PPP com a Cagece. Para as obras nos 17 municípios das regiões metropolitanas de Fortaleza e do Cariri, contemplados no Bloco 1 da PPP, um total de R$ 2,6 bilhões serão investidos, garantindo que 1,1 milhão de cearenses tenham acesso à coleta e tratamento de esgoto, promovendo mais saúde, dignidade e qualidade de vida.

Atualmente, está sendo concluída a fase de operação assistida, com o planejamento para as primeiras obras que serão realizadas nos municípios de Aquiraz, Cascavel, Chorozinho, Eusébio, Guaiúba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Juazeiro do Norte, Barbalha, Farias Brito, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri.

Além da ampliação, operação e manutenção dos sistemas dos de esgotamento sanitário, a Ambiental Ceará realizará ainda serviços comerciais como substituição de hidrômetros, padronização de ligações, atualização cadastral e fiscalização e combate às fraudes. Já a Cagece segue responsável pelo abastecimento de água e atendimento ao cliente.

O projeto de PPP de esgotamento sanitário da Cagece é o maior do país no setor. Considerando os Blocos 1 e 2, vencidos pela Aegea, o investimento chega R$ 6,2 bilhões, beneficiando mais de 4,3 milhões de cearenses.

Expertise nacional

A Ambiental Ceará é uma empresa da Aegea, líder no setor privado de saneamento básico no Brasil. Ao todo, a Aegea atua em 171 municípios, em 13 estados brasileiros, atendendo aproximadamente 22,7 milhões de habitantes. O grupo já opera no Ceará, por meio da concessão da Ambiental Crato, no município do Crato, onde a cobertura de esgoto saltou, em apenas 120 dias, de 3% para 16%, devendo avançar para 50% até 2024.

Ambiental Ceará e Cagece realizam visitas aos municípios que serão atendidos pela PPP de esgoto

Postado por ambientalceara em 14/fev/2023 - Sem Comentários

Apresentar o maior projeto de esgotamento sanitário do Ceará, conhecer de perto as cidades que serão atendidas e estreitar relações com os gestores municipais. Com estes objetivos, a  Ambiental Ceará, empresa da Aegea Saneamento, e a Companhia de Água do Ceará (Cagece) iniciaram as visitas institucionais aos prefeitos das cidades que serão atendidas pela Parceria Público-Privada (PPP) de esgoto. Nesta quarta-feira (15/02), a equipe estará em Maranguape e Guaiúba. Os encontros seguem, até o início de março, para alcançar os 17 municípios das regiões metropolitanas de Fortaleza e do Cariri.

A primeira visita, realizada na última sexta-feira (10/02), foi com o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, e também com a presença da deputada federal, Fernanda Pessoa. Na segunda-feira (13/02), foi a vez dos municípios de Horizonte, com o prefeito Nezinho Farias; de Pacajus, com o prefeito Bruno Pereira; Eusébio, Acilon Gonçalves; e Aquiraz, com o prefeito Bruno Gonçalves. As conversas contaram também com a presença de deputados estaduais, vereadores e secretários municipais.

O diretor-presidente da Ambiental Ceará, André Facó, ressaltou a alegria de fazer parte da maior Parceria Público-Privada de esgoto do Brasil. “Esse projeto só foi possível pela modelagem da Cagece. É um grande desafio que enfrentaremos com muita eficiência operacional e qualidade nos serviços prestados. Nossa meta é, até 2033, proporcionar o acesso ao esgoto para 90% da população desses municípios e, em 2040, 95% das pessoas. Além da parceria com a Cagece, a participação das prefeituras é fundamental. Esta obra de infraestrutura irá mudar a realidade de saúde e qualidade de vida de 1,1 milhão de cearenses”, comemorou Facó.

Durante as reuniões, foram apresentadas as etapas da PPP, as atribuições da Ambiental Ceará e da Cagece e os investimentos que serão feitos nos municípios. O presidente da Cagece, Neuri Freitas, afirmou que o objetivo é estreitar relações e fortalecer parcerias. “A ideia é apresentar o que faremos neste início de contrato. Estamos com um contrato firmado e em breve, após a operação assistida, as obras serão iniciadas. Este é também um momento de escuta sobre as expectativas dos municípios e aproveitamos para explicar toda a parte operacional que está prevista para a ampliação do serviço, mostrando os valores e as metas de investimento”, disse Freitas. 

As próximas visitas serão às cidades de Chorozinho, Maranguape, Guaiúba, Cascavel, Pacatuba, Itaitinga, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Nova Olinda, Santana do Cariri e Farias Brito.

O gestor de Horizonte, Nezinho Farias, garante que a Prefeitura atuará como parceira da Ambiental Ceará e Cagece para a realização das obras. “Reconhecemos a importância deste projeto para a nossa cidade. Nós já sonhávamos com essa ampliação do esgotamento sanitário há muitos anos. Estamos à disposição para contribuir no que for necessário para que este projeto dê certo e traga benefícios para nossa população.”

No Eusébio, o prefeito Acilon Gonçalves observou a importância de investimentos no saneamento básico para melhorar a saúde da população. “Esta obra é o sonho da Secretaria da Saúde e da população, pois é provado que o saneamento melhora muito o nível de saúde da cidade. Para que esses benefícios cheguem logo às comunidades, é preciso trabalharmos juntos. Nós estamos como parceiros nas obras e na área social. Por isso, iremos visitar todos os domicílios para conscientizar os moradores sobre a importância de realizar a ligação à rede de esgoto.” 

As visitas também contam com a presença da diretora de relações institucionais da Ambiental Ceará, Águeda Muniz; dos diretores executivos da Ambiental Ceará, Elisa Ribeiro e Fernando Lima; e diretores e técnicos da Cagece. 

Ambiental Ceará

A Ambiental Ceará é uma empresa da Aegea, grupo líder em saneamento privado no país. A partir da assinatura do contrato de Parceria Público-Privada (PPP) de esgotamento sanitário, firmado com o Governo do Estado e a Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará (Cagece), a empresa fica responsável pela universalização do esgotamento sanitário em 17 cidades das regiões metropolitanas de Fortaleza e do Cariri. Os investimentos garantirão que 1,1 milhão de cearenses tenham acesso à coleta e tratamento de esgoto, promovendo mais saúde, dignidade humana e qualidade de vida.

Em cinco anos, a concessionária deverá dobrar a cobertura de esgotamento sanitário nos municípios que hoje é de apenas 30%. A meta é chegar a universalização até 2033, garantindo que 90% da população tenha acesso à coleta e tratamento de esgoto, avançado para 95% até 2040. 

Um total de R$ 2,6 bilhões deve ser destinado para as obras de ampliação, operação e manutenção dos sistemas de esgotamento sanitário. O projeto contempla a implantação de 2.500 km de novas redes de esgoto, 18 novas Estações de Tratamento de Esgoto, 159 novas Estações Elevatórias de Esgoto e mais de 325 mil novas ligações de esgoto.

Maior PPP de saneamento do País é assinada no Ceará

Postado por ambientalceara em 03/fev/2023 - Sem Comentários

O Projeto vai universalizar esgotamento sanitário em 17 municípios cearenses, beneficiando 1,1 milhão de pessoas

Nesta sexta-feira (3),o governador Elmano de Freitas, o presidente da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Neuri Freitas, e o vice-presidente da Aegea no Norte-Nordeste, Renato Medicis, assinaram o maior contrato de Parceria Público-Privada (PPP) do país com a Ambiental Ceará, empresa da Aegea Saneamento. O projeto prevê a universalização dos serviços de esgotamento sanitário em 17 municípios cearenses. Mais de 1,1 milhão de cearenses serão beneficiados com acesso à coleta e tratamento de esgoto, promovendo mais saúde, dignidade humana e qualidade de vida.

Em depoimento durante cerimônia realizada no Palácio da Abolição, Elmano falou sobre a importância dessa parceria. “Tenho orgulho em ser governador de um projeto que tem clareza da importância da parceria com a iniciativa privada para que, juntos, possamos superar desafios fundamentais para melhorar a qualidade de vida do nosso povo”, destacou.

Os municípios contemplados com os serviços estão no Bloco 1 da PPP do Esgotamento Sanitário e pertencem às Regiões Metropolitanas de Fortaleza (RMF) e do Cariri (RMC): Aquiraz, Cascavel, Chorozinho, Eusébio, Guaiúba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Juazeiro do Norte, Barbalha, Farias Brito, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri. Os prefeitos estiveram presentes no evento, além de deputados estaduais, deputados federais e secretários de estado.

Representando a Aegea na cerimônia, Renato Medicis celebrou o avanço do Ceará nas frentes social e ambiental e espera que a parceria forneça ainda mais benefícios locais. “Nosso compromisso é muito grande com o Estado. A gente vem trazer capacidade de investimento, tecnologia e eficiência para somar com tudo aquilo de bom que a Cagece tem”, enfatizou.

Na opinião de Neuri Freitas, este é o maior projeto de saneamento já feito pelo Estado. Além da possibilidade de geração de cerca de 4 mil empregos com a assinatura deste bloco, podendo chegar a até 10 mil quando ampliado com o bloco 2. O presidente da Cagece reforça que este “é um projeto bilionário que vai, sim, fazer modificação das cidades, trazendo melhorias em toda a estrutura local com esgotamento sanitário e, certamente, benefícios para as mais diversas áreas, como saúde, educação e geração de renda”.

A Ambiental Ceará implantará 2.500 km de redes coletoras de esgoto, 18 Estações de Tratamento de Esgoto, 159 Estações Elevatórias de Esgoto, além de realizar mais de 325 mil ligações domiciliares. A Ambiental Ceará será responsável pela ampliação, operação e manutenção dos sistemas de esgotamento sanitário. Atualmente, o processo encontra-se na fase de operação assistida, que consiste no repasse de informações técnicas entre a Cagece e a empresa, prevista para até 180 dias. 

Atualmente, a média de cobertura de esgotamento sanitário nos municípios é de 30%. Em cinco anos esse percentual deve dobrar. A meta é universalizar o saneamento até 2033, ou seja, garantir que 90% da população atendida pela PPP tenha acesso a coleta e tratamento de esgoto, avançando para 95% até 2040.

“Agradeço à Aegea pela decisão de investir no estado do Ceará. Nós sabemos que é uma empresa que tem porte e que atua nesse país com muita firmeza nessa área. E eu tenho absoluta segurança que o nosso povo ficará feliz”, reforçou o governador do estado, Elmano de Freitas, durante seu depoimento.

PPP do Esgoto

A PPP de esgoto foi firmada com o objetivo de cumprir as metas estabelecidas pelo Novo Marco Legal do Saneamento, que determina que 90% da população tenha acesso à coleta e ao tratamento de esgoto até o ano de 2033. 

Além do Bloco 1, arrematado por R$ 7,6 bilhões, a PPP conta com o Bloco 2, que engloba os municípios de Fortaleza, Caucaia, Paracuru, Paraipaba, São Gonçalo do Amarante, São Luís do Curu e Trairi, cujo leilão foi arrematado pela empresa Aegea Saneamento por R$ 11,3 bilhões e está em fase de análise de documentação. 

Operação assistida

Por meio da PPP, a Ambiental Ceará passa a ser responsável pela ampliação, operação e manutenção dos sistemas de esgotamento sanitário. Agora, inicia-se a fase de operação assistida, que consiste no repasse de informações técnicas entre a Cagece e a empresa. Prevista para até 180 dias, a operação assistida pode ser realizada em menor período.

A Ambiental Ceará também realizará serviços comerciais que impactam diretamente no esgotamento sanitário, como substituição de hidrômetros, padronização de ligações, atualização cadastral e fiscalização e combate às fraudes. Já a Cagece segue responsável pelo abastecimento de água e atendimento ao cliente.

Aegea Saneamento

A Ambiental Ceará é uma empresa da Aegea. Criada em 2010, a Aegea é líder no setor privado de saneamento básico no Brasil. Ao todo, a Aegea atua em 171 municípios, em 13 estados brasileiros, atendendo aproximadamente 22,7 milhões de habitantes. O grupo já opera no Ceará, por meio da concessão da Ambiental Crato, no município do Crato, onde a cobertura de esgoto saltou, em apenas 120 dias, de 3% para 16%, devendo avançar para 50% até 2024.