Notícias

Ver notícia

O grupo foi selecionado a partir do convênio firmado entre a empresa e o governo do Ceará

A segunda-feira (5) marcou o início de uma nova rotina de trabalho e estudos para 32 jovens aprendizes que, agora, fazem parte da missão da Ambiental Ceará de universalizar o esgotamento sanitário em 24 cidades cearenses. Eles foram selecionados a partir do convênio firmado entre a empresa e o governo do Ceará, por meio do Programa Primeiro Passo.

Ao longo de 11 meses, eles vão cumprir carga horária de estágio nas unidades da Ambiental Ceará, nas regiões metropolitanas de Fortaleza e do Cariri, e frequentar as aulas de capacitação oferecidas pelo programa. Para Carlos Eduardo da Costa, 19, a seleção foi uma “união de propósitos” que estão abrindo muitas portas para ele. “Somos só eu e minha mãe em casa, e com essa oportunidade, vou poder me profissionalizar e ajudar mais nas contas do mês. Já estou me programando, também, para guardar um pouco pro futuro. E claro, vou me esforçar para crescer na empresa”, projeta.

A vida de Carlos, inclusive, vem sendo permeada por ações da Ambiental Ceará ao longo dos últimos meses. Morador do bairro Vila Velha 4, em Fortaleza, ele está acompanhando as obras de implantação de 2,3km de novas redes coletoras de esgoto. “Aqui na rua são cerca de 200 casas, todas vão se conectar à rede e isso vai ser importante pro nosso bairro”, explica. Além disso, a mãe dele é uma das participantes do Afluentes, programa de relacionamento da empresa com a comunidade. “Foi uma porta grande que Deus abriu nas nossas vidas”, celebra.

Para Flaviana Alves, 21, o estágio na Ambiental Ceará vai ser a oportunidade de adquirir conhecimento profissional em uma companhia que se baseia em valores que ela também acredita. “Percebi que é uma empresa que se preocupa com o bem-estar das pessoas e busca o melhor para a sociedade. Estou com sede de entrar no mercado de trabalho e essa é uma chance importante”, defende.

Pedro Henrique Landim, 20, mora em Juazeiro do Norte e foi selecionado para atuar na base da Região Metropolitana do Cariri. Ele conta que esta é a segunda experiência profissional, mas que, neste momento, a expectativa de aprendizado está ainda maior. “Achei o projeto da empresa muito importante, pois é um trabalho que busca trazer uma vida mais digna para as pessoas. Quero aprender o máximo possível, principalmente sobre o tratamento de esgoto. Este é um passo importante na minha vida, pois, além de fornecer um meio de subsistência, também é uma fonte de realização pessoal e profissional, contribuindo para a autoestima, a autoconfiança e a sensação de propósito”, afirma o jovem aprendiz.

Integração dos jovens aprendizes na base da Ambiental Ceará em Juazeiro do Norte.

Capacitação e emprego

Junto da missão de universalizar o acesso à coleta e ao tratamento de esgoto em 24 cidades cearenses, a Ambiental Ceará assumiu o compromisso de priorizar a mão de obra local nas contratações. Ao longo da operação, a empresa projeta gerar 10 mil empregos diretos e indiretos no estado.

“Receber esses jovens tem um simbolismo muito importante para a nossa operação. É a primeira oportunidade de trabalho de muitos deles, e dentro de uma empresa que está executando um projeto transformador, que vai levar esgotamento sanitário, saúde, qualidade de vida e muitas mudanças para 4,3 milhões de cearenses. Cada um desses aprendizes vai aprender, também, a importância da universalização e fazer parte dessa nova história que estamos construindo”, explica o diretor-presidente da Ambiental Ceará, André Facó.

“Por meio do Primeiro Passo, estamos oportunizando a qualificação e a entrada desses jovens no mercado de trabalho. Eles vão passar 11 meses se qualificando e treinando aquilo que aprenderam. E quem sabe, no futuro, serão contratados na empresa”, reforça Paulo Guedes, secretário executivo de Proteção Social no Ceará, pasta responsável pela execução do Programa Primeiro Passo.

PPP do esgotamento sanitário

Por meio da Parceria Público-Privada (PPP) firmada com a Cagece, a Ambiental Ceará é responsável pela ampliação, operação e manutenção do sistema de esgotamento sanitário em 24 municípios das regiões metropolitanas de Fortaleza e do Cariri. A PPP atende 4,3 milhões de cearenses e, ao todo, R$ 6,2 bilhões serão investidos em obras. A PPP visa promover o avanço do esgotamento sanitário para 90% da população até o ano de 2033, avançando para 95% em 2040.

Compartilhar:

Veja Também

Contato Saiba mais
Contato

O atendimento ao cliente permanece com a Cagece. Utilize a Central de Atendimento da Cagece para qualquer solicitação.

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Esgotamento Sanitário Saiba mais
Esgotamento Sanitário

A Ambiental Ceará trabalha diariamente para ampliar e melhorar o índice de coleta e tratamento de esgoto.

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Ambiental Ceará e saiba mais sobre obras, programas e projetos.