Notícias

Ver notícia

Durante a visita, a comitiva conheceu as tecnologias empregadas pela Ambiental Ceará na operação do esgotamento sanitário

Na manhã desta terça-feira (11/07), a diretoria da Ambiental Ceará recebeu uma comitiva da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) – responsável, na esfera federal, por implantar, regular e normalizar os serviços públicos de saneamento básico no Brasil. Na ocasião, os diretores da ANA conheceram o projeto da maior Parceria Público-Privada (PPP) de esgotamento sanitário do país, firmada entre a Ambiental Ceará e a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), que tem como meta a universalização do esgotamento sanitário em 24 cidades cearenses.

Para a diretora-presidente da ANA, Verônica Sánchez da Cruz Rios, a PPP é muito importante por beneficiar quase metade da população do Ceará. “Conhecemos um pouco dos desafios da Cagece e da Ambiental Ceará para as obras de esgotamento sanitário de 24 municípios. O interessante é que esta PPP abrange 4,3 milhões de pessoas e tem como meta universalizar o acesso ao esgoto até 2033. Isso é muito significativo e entendemos que eles têm condições de cumprir o contrato no âmbito dessa operação da Cagece”, afirmou Verônica Sánchez.

André Facó, diretor-presidente da Ambiental Ceará, afirma ser uma oportunidade poder apresentar, para a diretoria da ANA, uma iniciativa inovadora na área de esgotamento sanitário. “Esse é um projeto de Estado, não de governo, e que só foi possível pela modelagem da Cagece. Para nós, é uma alegria poder assumir esse grande desafio que irá proporcionar mudanças de vidas, mais saúde, dignidade humana, geração de renda, valorização imobiliária, equilíbrio ambiental e sustentabilidade econômica”.

Durante a visita, os diretores da ANA conheceram o Centro de Operações Integradas (COI), de onde é possível monitorar e operar, em tempo real e 24 horas por dia, o sistema de esgoto das cidades atendidas. André Facó também falou sobre as tecnologias do programa Infra Inteligente, ferramenta que usa dados coletados com drones e equipamentos de alta precisão para criar réplicas virtuais das estruturas de saneamento. Também foram apresentados os programas de responsabilidade social da Aegea, como Afluentes e Saúde Nota 10.

André Facó destacou a atuação da Aegea Saneamento no estado por meio da Ambiental Ceará, Ambiental Crato e Regenera Cariri, empresa mais nova da região, que será responsável pela gestão dos resíduos sólidos urbanos em nove cidades do Cariri. “São três empresas independentes, mas que também se apoiam em relação ao compartilhamento de experiências e conhecimentos. No Ceará, atuamos em dois pilares do saneamento: esgotamento sanitário e resíduos sólidos. Sabemos da importância do saneamento para o desenvolvimento das cidades e proteção do meio ambiente”, declarou. 

Além de Facó, a comitiva foi recebida pela diretora de Relações Institucionais da Ambiental Ceará, Águeda Muniz; e pela diretora executiva, Elisa Ribeiro. O encontro contou com as presenças do diretor Interino da ANA, Luís André Muniz; da chefe de Gabinete da diretora-presidente da ANA, Cláudia Kattar; da coordenadora de Regulação do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF), Flávia Barros; e do assessor Especial de Comunicação Social, Whalles Zarur. Também estavam presentes os diretores de Gestão de Parcerias da Cagece, Luciano Arruda; e de Operação da Cagece, João Fernando Menescal.

PPP do Esgoto

A PPP de esgotamento sanitário foi firmada com o objetivo de cumprir as metas estabelecidas pelo Novo Marco Legal do Saneamento, que determina que 90% da população tenha acesso à coleta e ao tratamento de esgoto até o ano de 2033.

O Bloco 1 contempla os municípios de Aquiraz, Cascavel, Chorozinho, Eusébio, Guaiúba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Juazeiro do Norte, Barbalha, Farias Brito, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri. Desde o dia 31 de maio, a empresa opera nessas cidades, sendo responsável pela ampliação, operação e manutenção dos sistemas de esgotamento sanitário.

A PPP do Ceará conta também com o Bloco 2, que engloba os municípios de Fortaleza, Caucaia, Paracuru, Paraipaba, São Gonçalo do Amarante, São Luís do Curu e Trairi, cujo contrato foi assinado no último dia 16 de maio e está em fase de operação assistida.

A Ambiental Ceará também realizará serviços comerciais que impactam diretamente no esgotamento sanitário, como substituição de hidrômetros, padronização de ligações, atualização cadastral e fiscalização e combate às fraudes. Já a Cagece segue responsável pelo abastecimento de água e atendimento ao cliente.

Compartilhar:

Veja Também

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Politica de Inv. Social Privado Saiba mais
Politica de Inv. Social Privado

Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Ambiental Ceará e saiba mais sobre obras, programas e projetos.

Quem Somos Saiba mais
Quem Somos

A Ambiental Ceará é responsável pelos serviços de coleta, afastamento e tratamento de esgoto em 24 municípios cearenses.